Vela RC Brasil Express

Jornal eletrônico da vela RC brasileira

Perfil do editor

 A minha história na vela rc inicia-se em 1963 no Rio de Janeiro, até então era  somente sócio atleta nadador do Botafogo F.C., neste ano entrei para o Grupo de  Escoteiros do Mar, sediado no Mourisco, nas dependências náuticas do Botafogo  F.C., que se localizava próximo ao Iate Clube do Rio de Janeiro e o Clube de Regatas  Guanabara.

No escotismo, comecei a ter os primeiros contatos com as coisas do mar, velejando e  remando um velho escaler, vivência interpessoal, sentido de equipe, solidariedade,  primeiros socorros, introdução a marinharia, mecânica, reparos navais e outros, que com o passar do tempo tornaram-se especializações pessoal.

Foi desta forma que despertou em mim a vontade de velejar, iniciando na classe Pinguim ( BL 5005 ) barco de minha propriedade, passando como tripulante pelas classes Snipe, Carioca, Guanabara, mini-oceano e oceano, nesta participei nas relevantes regatas do Rei Olavo V (1967) e Santos-Rio (1968).

medalhaf1 medalhaf2Campeão B  velejando o veleiro Arpeje do  capitão e timoneiro  Jean Jacks.

Voltado um pouco, em 1964 dei inicio a construção do meu primeiro modelo de barco a vela, para tal, comprei as primeiras chapas de madeira balsa e cola na loja Hobby Center, casa de modelismo que ficava na rua Prof. Alfredo Gomes em frente ao Botafogo Praia Shopping (antiga loja Sears Roebuck ) em Botafogo.

Sem planta, apenas baseado em fotos, construí o meu primeiro veleiro de dois mastros, media aproximadamente 60 cm, no prazo de 15 dias. Foi então que surgiu meu primeiro problema, onde andar com segurança? Nesta época usávamos o leme de vento ( V/C), e por este motivo tinha que ser em local apropriado, velejei durante algum tempo na piscina de água salgada do CR Guanabara.

Ao final 1964 chegou ao meu conhecimento a futura inauguração do tanque de modelismo no aterro Flamengo. No tanque associei-me ao Clube Jagunços do H. Brício, lá conheci um grande amigo e construtor José Raimundo Nonato, que me levou para a classe M, velejamos juntos o veleiro classe M de nome Dourado por vários anos, até que em 1969 parti em mudança para São Paulo.

Em São Paulo, 1969 participei da inauguração do Modelódromo do Ibirapuera, como sócio do CNSP – Clube de Nautimodelista de São Paulo retomei as atividades, anos depois (1978) me tornei sócio fundador da Associação Paulistana de Nautimodelismo, após o término do mandato do primeiro presidente Passanante Catelan, assumi a presidência da APN -Associação Paulistana de Nautimodelismo (atual APVRC – Associação Paulista de Veleiros Rádio Controlados) por dez anos consecutivos.

Nos anos 80, sagrei-me tetra-campeão brasileiro da classe M (1981, 82, 87 e 88), os dois títulos iniciais me levaram ao V Mundial da Classe M – Fleetwood – Inglaterra(1986), montei a loja Grid Modelismo uma das maiores lojas de modelismo da época (1980), participei da fundação da União Brasileira de Veleiros Rádio Controlado, atual ABVRC Associação Brasileira de Veleiros Rádio Controlados, em Porto Alegre em 1982, neste período promovi e organizei todos os eventos regionais, estaduais e interestaduais  realizados em São Paulo, a frente da APN – Associação Paulistana de Nautimodelismo a atual APVRC – Associação Paulista de Veleiros RC.

A partir de 1991, não mais como dirigente, resolvi focar na minha participação como velejador, sagrando-me tri-campeão sul-americano da classe 1Metro ULY(1994, 95 e 96), em 1996 iniciei a montagem do primeiro site da vela rc brasileira o da União Brasileira de Veleiros RC.

Voltei a assumir mais uma vez em 1999 a Associação Paulista de Veleiros Rádio Controlados – APVRC (ex- APN), recebendo a incumbência de organizar o campeonato sul- americano do ano 2000. Desta resultou no recebimento de um troféu das mãos de Rolf Koster onde o Clube Desportivo Universidade Católica do Chile, agradece a APVRC – Associação Paulista de Veleiros RC pela organização do Campeonato Sul-Americano das Classes 1Metro ULY e Marblehead do ano de 2000.20160806_192233 20160806_193030

Em 2001 mudei para Santa Catarina e me distanciei dos centros de prática da vela rc, mas nunca o contato, mantive a edição do site da ABVRC até o ano de 2010, Vela RC Brasil e VRCExpress continuarei editando e apoiando a vela rc brasileira.

Em  2004 voltei as regatas, no ano 2007 participei do primeiro campeonato brasileiro da classe RG65 em Gaspar SC.

Em 2010 convidado pelo coordenador da classe RG65 para ser o coordenador da organização do III Campeonato Brasileiro da Classe RG65, que foi realizado na cidade de Balneário Camboriú em Santa Catarina.

Ao final de 2015, inciei um blog ” História da vela rc brasileira “, onde relatamos ano a ano os fragmentos dos momentos pontuais e marcantes da vela r/c brasileira. Acredito que seja um projeto ambicioso, no qual tentarei reunir o maior número de informações sobre a vela r/c e sua formação ao longo de 50 anos.

Ativo na vela rc sempre estarei, seja velejando esporadicamente ou ainda editando ano a ano notícias sobre a modalidade que faz parte da minha vida a mais de 50 anos.

Célio Arnaldo
Classe M – BRA 34
Classe 1Metro ULY – BRA 365
Classe 1 Metro Internacional – BRA 33
Classe RG65 – BRA 22


ABCRG65
ABC1Metro
%d blogueiros gostam disto: